Cuidar dos dentes aumenta desempenho de atletas




O cuidado com a saúde geralmente é redobrado no dia-a-dia de atletas, que exigem muito mais do corpo para aguentar treinos, conquistar medalhas e bater recordes. É imprescindível que a saúde bucal esteja incluída nos check ups rotineiros. Isso porque uma simples dor de dentes pode impedir que o esportista tenha seu melhor desempenho.  Foto: Shutterstock

O cuidado com a saúde geralmente é redobrado no dia-a-dia de atletas, que exigem muito mais do corpo para aguentar treinos, conquistar medalhas e bater recordes. É imprescindível que a saúde bucal esteja incluída nos check ups rotineiros. Isso porque uma simples dor de dentes pode impedir que o esportista tenha seu melhor desempenho. 

O cuidado com a saúde geralmente é redobrado no dia-a-dia de atletas, que exigem muito mais do corpo para aguentar treinos, conquistar medalhas e bater recordes. É imprescindível que a saúde bucal esteja incluída nos check ups rotineiros. Isso porque uma simples dor de dentes pode impedir que o esportista tenha seu melhor desempenho. 
 
Um exemplo disso foi o jogador de futebol Ronaldo. Dizem que o São Cristóvão – um dos primeiros clubes que treinou – quase o dispensou por baixo desempenho. Isso ocorria por problemas ortodônticos que o impediam de respirar corretamente, além de dois canais que também precisavam ser feitos. Para tratar de problemas de respiração, é importante integrar o tratamento odontológico com a otorrinolaringologia e fonoaudiologia.
 
Além de afetar funções como respiração e circulação, os problemas bucais podem influenciar em outros âmbitos o dia a dia dos atletas. "Dor e desconforto ao mastigar pode comprometer a ingestão de nutrientes necessários ao bom desempenho esportivo", diz o médico Jomar Souza, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte – SBMEE.
 
Segundo o especialista, os atletas precisam de um tratamento odontológico diferenciado. "Os dentistas podem lançar mão de técnicas que permitam um retorno mais rápido à atividade", afirma. O ideal é que a consulta no dentista seja feita a cada seis meses, eventualmente até em intervalos menores caso seja necessário algum tratamento. 
 
Protetores bucais

Pesquisas mostram que cerca de cinco milhões de dentes são perdidos por ano em atividades esportivas e 200 mil traumas são evitados com o uso de protetores bucais. O mercado oferece protetores de vários tipos de materiais e podem ser comprados prontos ou feitos sob medida pelo dentista. Sempre é bom pedir a indicação do dentista para a melhor solução em cada caso.


Comente:

Nenhum comentário