Dente pode dar origem a célula-tronco






Uma nova descoberta fará pais guardarem os dentes de leite dos filhos. Pesquisadores brasileiros informaram que a polpa dos dentes ajuda a criar células-tronco que podem dar origem a qualquer outra do corpo humano.

O objetivo da técnica é usar para tratar crianças com autismo já que as células-tronco adultas dos dentes conseguem regredir e podem originar qualquer parte do corpo humano. A invenção pode tornar o processo de cura menos traumático.

Para chegar às células-tronco adultas do dente, houve o processo de regressão até um estágio pluripotente induzido (ou iPS, em inglês), que tem propriedades semelhantes às das versáteis células-tronco embrionárias.

De acordo com a pesquisadora líder do trabalho, Patrícia Beltrão Braga, da USP, as células dos dentes têm algumas proteínas encontradas nas células embrionárias. "Isso nos fez levantar a hipótese de que a reprogramação poderia ser mais rápida e eficiente", ressalta ela. Há indícios que as células dentárias têm semelhanças com as do sistema nervoso.

Comente: