Como escolher um dentista




http://2.bp.blogspot.com/-uwB_2h8k_zs/TZyuhwPL5sI/AAAAAAAAAz8/BY-8IZaLyYk/s1600/dentista.gif


Se você escolher um odontopediatra ou um clínico geral, procure-o com antecedência, i.e., antes de precisar de um. Dessa forma, você pode fazer uma boa escolha. Talvez você até queira pagar uma consulta rápida antes que seu filho faça a primeira visita peça para conhecer, com o dentista, o consultório e suas dependências. Explique que você está à procura de um tipo especial de dentista. Tente perceber a personalidade dele, nessa conversa, sua habilitação e tipo de abordagem em relação à criança.

Eu acredito que você pode esperar de seu dentista e de seus auxiliares que eles estejam familiarizados com as doenças bucais, as técnicas para identificar e remover placa, o papel da nutrição, os hábitos alimentares e o uso adequado de flúor sistêmico e tópico. Você pode contar com o conhecimento do dentista sobre a aplicação de selantes. E pode contar ainda com reparos detalhados e indolores, se necessário, com o uso das técnicas e dos equipamentos mais recentes.

Não há nenhuma outra razão para qualquer um investir tempo e dinheiro se especializando em odontopediatria a não ser o fato de gostar de trabalhar com crianças.

Tente perceber se o dentista dá importância ao crescimento e desenvolvimento de seu filho, notando se ele não está mais preocupado em restaurar cavidades do que em preveni-las. O dentista não deveria estar preocupado com o tratamento restaurador, e nem você. A leitura deste livro deve ter dado, a você não só um conhecimento amplo sobre os dentes do seu filho, mas também dicas que você precisará para saber se o objetivo do dentista é a saúde total da criança.

Lembre-se, o que o dentista tem de mais valioso para oferecer são: tempo, habilidade e um interesse genuíno por seu filho - e não material restaurador e filmes de raios X.

Comente:

Nenhum comentário