Higiene no dente de leite




 

Amamentar durante o mínimo de seis meses é importante para os dentes do meu filho?
O leite materno (colostro) é composto de nutrientes que são capazes de manter o bebe saudável e sadio nos primeiros 6 meses. Nesta fase os "dentes de leite" estão em formação e podem começar a aparecer (erupcionar) já a partir do 3 mês sendo mais comum a partir do 6 mês. Só o leite materno já é suficiente para que os dentes tenham uma boa formação. É importante lembrar que a "mamãe" deve se alimentar bem para que o seu leite tenha todos os nutrientes necessários. Portanto somente com o leite materno a mamãe já garante a boa qualidade dos dentes do bebê.

 - Alimentação noturna para os filhos: aumenta o risco de cárie?
 Dependendo do tipo de alimento que é dado para o bebê, ele pode influenciar sim no aparecimento de cárie. Qualquer alimento que contenha açúcar (sacarose) ou algum derivado seu, quando ingerido a noite, sem uma higiene posterior vai se fixar nos dentes do bebê e iniciar o processo de cárie. É muito comum as mamães acostumarem seus bebês a dormir com mamadeiras de leite com açúcar ou com algum achocolatado, ou até mel. Estes produtos podem provocar cáries generalizadas em vários dentes, as quais chamamos de "caries de mamadeiras". Este tipo de cárie é aguda, extremamente agressiva, provoca muita sensibilidade, de evolução rápida, ocasionando grande destruição dos dentinhos num curto espaço de tempo. É uma doença que pode afetar a criança no primeiro ano de vida. O sinal mais comum desta doença são as manchas que começam a aparecer nos dentes do bebê.

- Quando uma criança deve começar a escovar os dentes?
E com que tipo de creme dental? Assim que nascem os primeiros "dentes de leite" (decíduos), a mamãe já deve iniciar com uma limpeza bem suave apenas com gaze ou fralda embebida em água filtrada ou outra solução a ser prescrita pelo odontopediatra. À noite, tanto a mamãe quanto o bebê tem uma diminuição da quantidade de saliva favorecendo ainda mais as bactérias que causam as cáries, por isso é muito importante esta limpeza antes de dormir. Essa limpeza deverá seguir até 18 meses de idade e/ou a partir da completa erupção dos primeiros molares decíduos.

A escovação, deverá se iniciar através de escovas infantis com cerdas macias, principalmente para higienizar as superfícies oclusais (de mastigação) desses dentes (primeiros molares decíduos). A partir desta fase, pode ser utilizado um creme dental de preferência com flúor. É importante que a mamãe faça a limpeza no bebê para até que ele consiga fazer sozinho.

"Qualquer alimento que contenha açúcar ou algum derivado seu, quando ingerido a noite, sem uma higiene posterior vai se fixar nos dentes do bebê e iniciar o processo de cárie"

- Beijo no rosto da criança pode transmitir doença bucal?
 Não, o beijo no rosto não provoca cáries ou doenças bucais. As infecções que são transmitidas pela saliva podem passar para o bebê se levar a saliva do rosto para a boca, e, como dificilmente se controla os bebês, deve-se evitar o contato com pessoas que tenham doenças contagiosas com o bebê. Além disso, outras precauções podem ser tomadas, como evitar beijos na boca do bebê, não assoprar o alimento para esfriá-lo e não compartilhar o uso de copos e talheres.

- "Sapinho" (candidíase) pode ser transmitido pelo ato de beijar o bebê?
Sim. A candidíase (ou sapinho) é uma infecção fúngica causada por cândida albicans e pode atingir tanto a mamãe (grávida ou não) como o bebê. Pode ser reconhecida por sua cor branca, amarelada ou avermelhada nas superfícies úmidas da boca. Os tecidos situados sob a mancha podem ficar muito doloridos. A candidíase é comum em recém nascidos, em pessoas que usam dentaduras e em pessoas debilitadas por alguma doença e cujo sistema imunológico não funcione de maneira adequada. Também são susceptíveis pessoas que se queixam de boca seca, que acabaram de fazer ou que estão fazendo tratamentos com antibióticos.

Adote uma dieta equilibrada, com pouco açúcar e pouco amido. Coma os alimentos com açúcar e amido durante as refeições e não como "lanchinhos", para minimizar o número de vezes que seus dentes estão expostos ao ácido. A transmissão da candidíase se dá pelo contato com secreções da boca, pele e vagina e dejetos de pessoas contaminadas. Além disso, a mãe pode transmitir este fungo para o bebê durante o parto. A cândida é tida como um fungo saprófita, ou seja, convive normalmente com o ser humano saudável em locais como vagina, boca e pele. No entanto, em momentos de alteração da imunidade (estresse, doenças) ou por alterações do meio-ambiente (como uso de substâncias que alteram o pH vaginal), esse fungo pode se proliferar e causar sintomas.

- Quais os cuidados que devo tomar em relação a minha saúde bucal e do meu bebê?
Os mesmos cuidados devem ser feitos fora e na gravidez, porém redobrados. Assim, devemos: evitar o "comer fora de hora", evitar o consumo excessivo de doces (se for impossível, procurar ingeri-los somente logo após as refeições), escovar religiosamente os dentes e passar fio dental após as refeições, visitar seu dentista pelo menos uma vez durante a gravidez. Ele poderá orientá-la melhor quanto a algumas medidas preventivas, como o uso de flúor.

Em relação à saúde do bebê, assim que nascer os primeiros dentes deve-se iniciar a higienização, deve-se também procurar um odontopediatra para se obter mais informações alem de fazer um acompanhamento em relação a cronologia da erupção dos dentes. Não se esquecer em nenhum momento de manter uma alimentação saudável tanto para você como para o bebê. 



Comente:

Nenhum comentário