Sensibilidade nos dentes pode ocorrer com frio, quente ou doce




Se você costuma sentir dor ou desconforto ao consumir alimentos e bebidas gelados ou quentes, seus dentes podem ser mais sensíveis que o normal. Algumas pessoas ainda têm essa sensação ao ingerir doces ou até na hora da escovação.

Segundo o cirurgião dentista Ronaldo Hirata e o periodontista Marcio Zaffalon Casati, o esmalte do dente é extremamente mineralizado e quase impermeável. Porém, se essa proteção é removida por alguma razão (fratura, bruxismo, acidente, restauração quebrada ou infiltrações por bactérias) e a dentina fica exposta, o paciente pode apresentar sensibilidade.

Na dentina, existem os túbulos dentinários, pequenos canais que ligam a polpa dental (região com vários nervos) à porção externa da dentina, que pode estar recoberta por cemento (na raiz) ou esmalte (na coroa). Caso o esmalte ou o cemento esteja ausente, os estímulos de quente e frio chegam até o nervo, provocando dor.

O mais importante é descobrir o fator causador da sensibilidade para tratar o problema. Se for cárie, é preciso fazer uma restauração; se for fratura, arrumar o dente. No caso de retração gengival, converse com seu dentista para avaliar o melhor tratamento.

Os especialistas também destacaram que há no mercado pastas para dentes sensíveis. Esses cremes preenchem os túbulos dentinários ou bloqueiam a ação do nervo.

Clareamento x sensibilidade
O clareamento nos dentes pode provocar sensibilidade local, porque o produto mais usado atualmente (peróxido de hidrogênio) se difunde e movimenta os fluidos que ficam nos túbulos dentinários. Alguns peróxidos são mais ácidos e desmineralizam a superfície do dente, podendo abrir ainda mais essa passagem.

Dentre todas as substâncias já pesquisadas, os peróxidos são considerados os oxidantes mais efetivos e com menor potencial de efeitos colaterais.

O efeito nos dentes é exatamente o mesmo da água oxigenada nos cabelos e pelos do corpo. A diferença é que a substância aplicada nos dentes é em gel e tem uma concentração maior. Quanto mais escuras as manchas dos dentes, mais difícil de clareá-las. E os dentes têm uma limitação de cor, razão pela qual o branco desejado depende muito disso.

Moldeira
Existem produtos para usar durante o dia que têm um tempo menor de atuação: 30 minutos. E há os indicados para a noite, com ação de 3 a 5 horas e menor concentração.

Laser
Nesse tratamento, usa-se um gel com concentração maior de peróxido, o que reduz o tempo de efetivação, que é de 30 ou 40 minutos. O calor da luz do laser serve para acelerar o clareamento.

O clareamento caseiro leva de duas a quatro semanas e o a laser demanda geralmente duas ou três sessões no consultório.

Entre os produtos que provocam manchas superficiais nos dentes estão café, cigarro, vinho tinto e uma infinidade de corantes usados no dia a dia. Antibióticos podem causar manchas profundas, e refrigerantes demais desgastam o esmalte dental.



Comente:

Nenhum comentário