Fique atento com alimentos que mancham os dentes




Alguns alimentos são inimigos dos tão desejados dentes branquinhos; saiba quais são Foto: Shutterstock

Alguns alimentos são inimigos dos tão desejados dentes branquinhos. Café, vinho tinto, chá e até algumas verduras entram para a lista negra do sorriso brilhante. A parte boa é que esse tipo de pigmento é facilmente removido com uma boa escovação e algumas vezes com uma limpeza no dentista. 
 
O café, por exemplo, tomado sem açúcar ou com adoçante, só suja superficialmente os dentes, e é removido com a higiene bucal diária. Já o café com açúcar promove descalcificação pelo acúmulo de placa e mancha mais. "Dentes restaurados com resina composta, ou dentes que tenham dentina exposta também podem manchar mais facilmente, porém o tempo para isso é extremamente variável", diz a dentista Oneida Toledo Werneck Herédia, presidente da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral.
 
Segundo a especialista, há dois tipos de manchas: as extrínsecas – em que as manchas são superficiais e saem com escovação ou limpeza – e as intrínsecas – em que há processo de alteração da estrutura da dentina e/ou esmalte e as manchas não saem com escovação. Entre as causas das manchas mais profundas estão os antibióticos à base de tetraciclina ingeridos até 12 anos, e ingestão de alguns medicamentos e consumo excessivo de flúor durante a formação dos dentes. 
 
As manchas causadas por excesso de flúor vão do branco opaco, até o marrom, algumas vezes causando também defeito no esmalte.O flúor é muito benéfico na prevenção de cáries, mas sua dosagem não pode exceder uma parte por milhão. 
 
Prevenção
"Como a água da maioria das cidades brasileiras já é fluoretada, a mãe tem que ficar atenta para que a criança não engula a pasta de dentes ou mesmo medicamentos para bochechos que contenham flúor", alerta Oneida sobre as manchas intrínsecas. A dentista enfatiza a importância de não dar à criança antibióticos à base de tetraciclina antes dos doze anos de idade.
 
No caso das manchas extrínsecas, devem-se evitar alimentos ácidos que tornam dos dentes mais porosos. Outra recomendação é mastigar bem os alimentos, dar preferência a alimentos crus, duros ou fibrosos e promover uma escovação adequada com o uso de uma boa pasta de dentes. "Aconselha-se o uso de canudinhos ao ingerir alimentos ácidos, para que o dente entre menos em contato com substâncias que podem danificar o dente; após a ingestão deve-se lavar a boca com água pura para neutralizar o pH da saliva".
 
Tratamento
Procurar por seu cirurgião-dentista para indicar tratamento sempre é a melhor escolha. O profissional analisará a cor da mancha, sua extensão e recomendará o procedimento. Por exemplo, o clareamento caseiro, que consiste no uso de uma moldeira feita pelo dentista com um gel específico, pode ser indicado para manchas causadas por excesso de flúor ou por uso inadequado de tetraciclina. 
 
Dentes que já nascem amarelados ou amarelados pelo envelhecimento também podem ser clareados por este método. "Há também o clareamento feito no consultório, que usa um gel mais forte e a aplicação de uma lâmpada, tornando o clareamento mais rápido", afirma Oneida.
 
A presidente da SBRO lembra que quando a mancha por tetraciclina é muito severa, principalmente no tom cinza ou marrom escuro, é comum o clareamento não surtir efeito, sendo necessário o recobrimento dos dentes. Quando a causa do dano é o excesso de flúor, às vezes é preciso optar por tratamento restaurador.


Comente:

Nenhum comentário