Saiba mais sobre as Cáries




 

A carie dentária é um problema mundial, embora nem todas as áreas e pessoas sejam afetadas igual­mente. Entre os fatores que influenciam a incidência de cárie estão o clima, a composição e a quantidade de saliva, o balanço hormonal, o equilíbrio nutricio­nal, a higiene oral, o teor de flúor na água potável, a dieta e a raça, só para citar alguns.

Caracterizada pela deterioração do dente, a cárie está entre os problemas bucais mais temidos pelos pacientes. Isso porque essa doença representa um grave risco à saúde: quando não tratada, pode destruir nervos dentais, infeccionar raiz e polpa dentária, causar a perda completa do dente afetado e até levar ao desenvolvimento de cardiopatias e tumores malignos. Se não forem tratadas adequadamente por um dentista, elas continuam a aumentar. Em última instância, uma cárie não tratada acarreta a perda do dente – a cárie está para o dente assim como o câncer está para o corpo: se não for removida, não para de crescer até destruir completamente o dente.

Por ser uma alteração bucal tão perigosa, a Odontologia possui uma especialidade dedicada exclusivamente ao estudo dos processos biológicos que levam à formação da cárie e a relação dessa doença com o restante do corpo: a cariologia. Essa subdivisão odontológica é estritamente teórica, dedicada apenas ao entendimento da dinâmica da cárie odontológica.

As ações de prevenção, diagnóstico e tratamento de lesões cariosas são de responsabilidade de outras especialidades odontológicas — em geral, periodontia, endodontia e dentística. Por isso, a cariologia não aparece entre as 23 especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia como áreas de atuação do dentista profissional.

Seja qual for a especialidade envolvida, vale sempre destacar que a cárie é uma doença comum e de tratamento simples, mas que pode evoluir rapidamente para enfermidades mais graves se não for devidamente tratada. Não existe, praticamente, nenhuma área geográfica do mundo cujos habitantes não apresentem alguma evidência de cárie dentária. A doença atinge pessoas de ambos os sexos em todas as raças, em todos os grupos sócio-econômicos e em todas as faixas etárias.

Por isso, não deixe de prevenir o desenvolvimento de cáries com a correta higienização oral e o uso diário de fio dental. O consumo de produtos que contenham flúor também auxilia no combate às cáries, bem como uma dieta balanceada, com baixos teores de açúcar e amido.

O curso sobre Cariologia  oferece ao profissional de odontologia conhecimentos sobre etiologia da cárie, saliva, biofilme dentário, fluoretos, dieta/nutrição/cárie, cariologia clínica, prevenção (dentifrícios) e muito mais.


Comente:

Nenhum comentário