Cuidados odontológicos na gravidez




http://saude.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/saude-bucal-da-gestante-3/Saude-Bucal-da-Gestante-8.jpg

A visita ao dentista durante o período gestacional é importante para prevenir, diagnosticar e tratar doenças bucais que podem comprometer a saúde da mulher e do seu bebê. O melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao dentista e resolver todos os problemas bucais, antes de ficar grávida.

Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação.

CURSO ONLINE DE SAÚDE BUCAL DA GESTANTE E DO BEBÊ

Na maior parte dos casos, radiografias, anestésicos dentais, medicação contra a dor e antibióticos (especialmente a tetraciclina) não são receitados durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que sejam absolutamente necessários. Além disso, sentar-se em uma cadeira de dentista nos últimos três meses da gestação pode ser algo muito desconfortável. Há também evidências de que as gestantes podem ser mais suscetíveis à náusea. Mas, não se preocupe, pois seu dentista está preparado para ajudá-la nesta situação.

Outra questão importante a ser esclarecida é a de que não há perda de cálcio dos dentes da mãe para ser incorporado na formação óssea do seu bebê. Os dentes não se tornam mais frágeis durante a gravidez. O que pode facilitar o aparecimento de cáries neste período é a maior acidez em virtude de enjoos ou na maior frequência de consumo de alimentos pela gestante. Também pode estar associado a deficiências na qualidade da escovação dentária por parte da gestante. Estes fatores que aumentam o risco de cárie dentária podem ser avaliados e corrigidos com a orientação do cirurgião dentista.

O fato de não procurar a avaliação odontológica durante a gravidez pode levar a gestante, em situações de dor de dente aguda, a recorrer a automedicação aí sim podendo acarretar prejuízos a sua saúde ou ao bebê em formação. Após o nascimento, a primeira visita do bebê ao dentista deve ocorrer preferencialmente no primeiro ano de vida.

Esta visita é importante não somente para um exame bucal, mas também pelas orientações que a mãe irá receber de como e quando deve iniciar a limpeza da boca do seu bebê (a qual pode ser iniciada mesmo antes do nascimento dos primeiros dentes, fato que facilita a aceitação da mesma após o nascimento dos dentes). Informações sobre a importância do aleitamento materno na formação dentária e da face, a relação entre a saúde bucal da mãe (e do núcleo familiar) e a futura saúde bucal do bebê. Deve ficar ciente que aumenta o risco de desenvolvimento de cárie dentária devido à introdução precoce do açúcar na alimentação da criança, principalmente se este for adicionado ao conteúdo da mamadeira. E conhecer os danos que podem ser causados à arcada dentária pelos hábitos de sucção da chupeta ou dedo.

Se precisar fazer uma consulta de emergência, avise o consultório, antes de chegar lá, que você está grávida. Informe a respeito de qualquer tensão que estiver sofrendo, abortos naturais anteriores e medicamentos que esteja tomando. Tudo isso pode influenciar a forma pela qual seu dentista vai atendê-la e tratá-la. É bem provável que seu dentista entre em contato com seu médico, antes de iniciar qualquer tratamento.

CURSO ONLINE DE SAÚDE BUCAL DA GESTANTE E DO BEBÊ

Se tiver qualquer dúvida, insista para que seu dentista fale com seu médico. E se o dentista prescrever qualquer medicamento, não aumente a dosagem recomendada, mesmo no caso de uma simples aspirina.

Gestantes bem informadas e motivadas cuidam melhor de sua saúde bucal e, provavelmente, cuidaram bem da saúde bucal de seu bebê.



Comente:

Nenhum comentário