Toda periodontite sangra?





 Foto: botazsolti / Shutterstock

É muito comum associarmos essa doença ao sangramento gengival, mas nem sempre eles estão ligados porque nem toda periodontite sangra. Em casos de pacientes fumantes ou com problemas sanguíneos, esse sangramento é bem reduzido ou pode até mesmo não existir", diz o especialista.

E o contrário também não é uma regra absoluta, pois nem todo sangramento gengival é periodontite. Existem outros motivos para a gengiva sangrar, como uma gengivite comum ou até mesmo uma ferida causada por alimento.

Por isso que ao menor sinal de irritação prolongada na gengiva, com sangramento ou não, um especialista deve ser procurado para fazer um diagnóstico clínico e radiográfico, considerando sinais e sintomas da doença, condições gerais do paciente, hábitos e histórico familiar.

Nos casos de gengivite uma escovação bem orientada, o uso correto do fio dental, associado à  avaliação feita pelo profissional, normalmente reverte esse quadro.

Em casos de periodontite, é necessário que seja feita a remoção do tártaro mais profundo, abaixo e acima da gengiva. Depois o periodontista irá alisar a raiz já infectada, podendo algumas vezes utilizar antibióticos locais na região para que a infecção seja dissipada. Em alguns casos é preciso fazer uso de anti-inflamatórios e antibióticos por via oral.



Comente:

Nenhum comentário