Proteja seus dentes em uma queda




Acidentes podem acontecer e quem já não ouviu ou presenciou uma queda envolvendo a face, os lábios e os dentes.  Antes de tudo, é importante saber que o dente é classificado tecnicamente como um órgão, assim como o cérebro, o coração, os olhos, e assim sendo, deve-se tomar algumas precauções para mantê-los sempre em perfeitas condições para que possa exercer suas funções: mastigação, comunicação e beleza. E como diz o ditado: Os dentes são o cartão de visita da pessoa.

De uma forma bem simples e genérica, os traumas dentários são classificados em:

Luxação Intrusiva:
quando ocorre a intrusão do dente para o interior do osso, ou então popularmente dizendo "o dente enterrou no osso".

Luxação lateral:
situação em que o dente "vira" para frente ou para trás.

Luxação extrusiva ou avulsão: é aquela quando o dente sai da boca.

Existem ainda mais sub-classificações técnicas, porém as acima citadas são as principais e de fácil entendimento. 

A luxação intrusiva ( quando o dente "enterra" no osso) é a mais fácil de ser tratada e com melhor prognóstico. Quando ocorrer um acidente e você observar que o dente entrou para o interior da gengiva e osso, ficando somente uma parte dele aparecendo, o indicado é fazer NADA. É isso mesmo! O próprio organismo vai fazer com que o dente volte a posição natural, mas é muito importante que seja acompanhado por um dentista.

A segunda situação, luxação lateral (quando o dente "entorta"), é importante que a pessoa socorrendo o acidentado coloque-o sentado contra a parede encostando a cabeça. E, de forma bem simples, mas firme, da mesma forma que se impunha uma caneta ao escrever, deve ser posicionado o dente deslocado na posição original de acordo com os dentes do lado. Ou seja, num único movimento, forte e firme colocar o dente deslocado na posição semelhante ao dente do lado.

Mas, e a dor? Bem, imediatamente após uma queda, o organismo libera uma série de elementos químicos na corrente sangüínea que, seja qual for o ferimento, o limiar de dor é suportável. Mas, desde que este procedimento de colocar o dente na posição seja feito minutos após o acidente.

Situações de escurecimento do dente, rompimento do nervo e cortes na gengiva são conseqüências que podem ser tratadas com muito sucesso pelo seu dentista. No entanto, após essa manobra de emergência, o paciente deverá ser levado à um hospital que tenha um serviço de cirurgia e traumatologia buco maxilo facial para dar seqüência ao tratamento emergencial. 

No último tipo de acidente, luxação extrusiva ou avulsão dental (quando o dente sai da boca), o paciente deve ser socorrido de forma imediata, ou seja, quando o dente sair da boca ou do lugar dele no osso, deve ser imediatamente colocado no seu devido lugar.

Embora muitas vezes o dente esteja sujo, jamais deverá ser esfregado ou lavado em água corrente (água da torneira)! Para limpeza, caso esteja muito sujo, deve ser utilizado a saliva do próprio paciente ou soro fisiológico (mas nem sempre se tem esse produto naquele momento).

Mas, e se não for possível colocar o dente no lugar? Muito simples, pegue um copo e deixe escorrer saliva e sangue neste recipiente o suficiente para que o dente esteja recoberto. E assim, leve o paciente para o hospital que tenha o especialista citado acima. Muitos profissionais recomendam, também, utilizar leite como meio de transporte e acondicionamento dos dentes que saíram, porém somente leite de vaca fresco seria o mais indicado.

Na verdade, muito se diz e muito se escreve sobre o assunto. O fato é que uma vez perdido um dente da frente, todo um sorriso ou autoestima ficam comprometidos quando não são executados os primeiros socorros adequadamente e o tratamento odontológico seguinte ser abordado de forma empírica e inadequada.

Como membro da International Association of Dental Traumatology, posso garantir que essas condutas simples são as mais eficazes para que o paciente acometido por este tipo de trauma possa ter de volta seus dentes saudáveis, seguros e belos. 

Fonte: MSN - Minha Vida




Comente:

Nenhum comentário